Campeonato português a ferver!

Primeira Liga - Portugues

 

 

Campeonato português a ferver!

O final do campeonato português de futebol aproxima-se a passos largos e a emoção é cada vez maior na luta pelo título, que por esta altura parece estar reduzida a dois candidatos: Benfica e Sporting. Os encarnados lideram com mais dois pontos que os leões, sendo que a seis rodadas do final, qualquer deslize poderá ser “fatal”.

Águias que viajam até Coimbra onde irão medir forças com uma “aflita” Académica. Os estudantes estão abaixo da “linha de água” e precisam urgentemente de pontos para fugir à despromoção.

 

Superaposta

Códigos de bônus: SuperApostar

 

Já o Benfica chega muito moralizado a este embate, apesar de ter perdido na terça-feira na Alemanha, diante do Bayern de Munique (1-0), em partida a contar para a Champions League. A equipa de Rui Vitória rubricou uma boa exibição e continua a respirar saúde e confiança, pelo que assume a grande parcela de favoritismo à vitória neste encontro.

Comece já a ganhar com a SuperAposta, cadastre-se e beneficie dos nossos fantásticos bônus de boas vindas.

Com seis triunfos consecutivos na Liga NOS, o Benfica deverá manter o mesmo onze que tem iniciado as partidas anteriores, ou seja: Ederson; André Almeida, Jardel, Lindelof e Eliseu; Fejsa, Renato Sanches, Pizzi e Gaitán; Jonas e Mitroglou.

De fora das opções de Rui Vitória continuam os lesionados de longa data Luisão, Nuno Santos e Júlio César. Na Académica, as baixas são em maior número. Leandro Silva e Gonçalo Paciência, suspensos por 1 jogo, bem como Emídio Rafael, Ofori, Obiora e Fernando Alexandre, a contas com algumas limitações de ordem física, estão todos “fora de combate”.

Assim sendo, o treinador Filipe Gouveia deverá escalar a seguinte formação inicial este sábado, dia 9 de abril: Pedro Trigueira; Aderlan, João Real, Ricardo Nascimento e Rafa; Pedro Nuno, Nuno Piloto e Rui Pedro; Nii Plange, Marinho e Rafael Lopes.

Os estudantes já não conseguem vencer há três jornadas para o campeonato, sendo que nas últimas dez partidas perderam em seis ocasiões. No confronto histórico entre estes dois emblemas, sempre que medem forças em Coimbra, o Benfica tem clara vantagem, com um total de 47 triunfos, 16 empates e 7 derrotas.

Aliás, a última vitória da Académica sobre o Benfica, na cidade estudantil, data de 1973. Nesse ano, os estudantes venceram por 2-0.

SuperAposta, faça já a sua!

No mesmo dia, umas horas mais tarde, é a vez do Sporting receber o Marítimo. Os leões são os claros favoritos à conquista dos três pontos, perante uma formação insular que está a fazer uma época abaixo das expectativas. Os verde-rubros seguem num modesto 12.º. lugar, com 32 pontos amealhados.

O clube de Alvalade está a regressar novamente à boa forma patenteada no início da temporada, e nos dois últimos encontros infligiu duas goleadas aos seus oponentes (5-1 ao Arouca e 2-5 ao Belenenses). Por seu lado, e apesar de estar abaixo do esperado, o Marítimo conseguiu na ronda anterior uma vitória moralizadora sobre o seu arqui-rival, o Nacional da Madeira, por 2-0.

O Sporting tem vantagem no confronto histórico, sempre que recebe este oponente em Alvalade (34 vitórias, 6 empates e 5 derrotas), mas dois desses desaires ainda estão bem frescos na memória dos sportinguistas. Na época 11/12 os insulares venceram por 2-3, e em 12/13 por 0-1.

Sem poder contar com os lesionados Jefferson e Bruno Paulista, bem como com o castigado Adrien, Jorge Jesus não deverá andar longe do seguinte onze inicial: Rui Patrício; Schelotto, Rúben Semedo, Coates e Marvin Zeegelaar; João Mário, William Carvalho, Bruno César e Bryan Ruiz; Téo Gutiérrez e Slimani.

Entretanto, o treinador do Marítimo, Nelo Vingada, deverá apostar em Djoussé para o lugar do castigado Dyego Sousa, avançado brasileiro que é uma ausência de vulto, mercê dos seus 11 gols apontados esta temporada. Rúben Ferreira e Haghighi trabalham de forma condicionada e também deverão ficar de fora, pelo que a formação inicial mais provável é esta: Salin; João Diogo, Maurício, Dirceu e Patrick; Fransérgio, Plessis, Éber Bessa e Alex Soares; Edgar Costa e Djoussé.

Comments are closed.