Ninguém desarma na Liga espanhola

Liga BBVA

 

 

 

Ninguém desarma na Liga espanhola

Ninguém desarma no topo da tabela de La Liga. Barcelona, Atlético de Madrid continuam a comandar, com os mesmos 79 pontos, enquanto logo atrás segue o Real Madrid com menos um ponto.

Na última rodada todos conseguiram vencer seus jogos, sendo que os catalães golearam fora de casa o Deportivo por 8 a 0, ao passo que os merengues receberam e venceram o Villarreal por 3 a 0 e os colchoneros foram ganhar ao difícil campo do Athletic Bilbao por 0-1, valendo o gol decisivo apontado por Fernando Torres.

Quando vamos entrar na 35.ª rodada, faltando apenas quatro para o final, os times sabem que não podem derrapar, sob pena de se atrasarem nesta emocionante luta pelo título espanhol. Lembre-se que se terminasse agora, o campeão seria o Barcelona, uma vez que tem vantagem no confronto direto com o Atlético de Madrid, tendo vencido em casa e fora.

Superaposta

Códigos de bônus: SuperApostar

SuperAposta, faça já a sua!

O primeiro a entrar em cena é o Real Madrid, que visita o terreno do Rayo Vallecano, time que ocupa a 16.ª colocação e que necessita de pontos para não cair na zona de rebaixamento.

A turma de Cristiano Ronaldo & companhia tem estado de pé quente nestes últimos jogos, somando quatro vitórias consecutivas em todas as provas, com um saldo extremamente positivo de 15 gols marcados e apenas 1 sofrida. Uma média de quase quatro gols por jogo, que certamente coloca o seu próximo adversário sob aviso.

O principal abono de família tem sido o craque português, como não podia deixar de ser, mas suou o sinal de alarme em Madrid devido à distensão muscular sofrida por CR7 na última partida. Zidane já veio a público acalmar os torcedores, dizendo que Cristiano Ronaldo estará apto. Borja Mayoral, Bale e Carvajal tentam igualmente recuperar de pequenas mazelas, sendo certo o desfalque provocado pela ausência do brasileiro Casemiro, que terá de cumprir um jogo de suspensão.

Maiores problemas tem o treinador do Rayo, Paco Jémez, que não poderá contar com os lesionados David Cobeno, Tono e Patrick Ebert, e que tem Javi Guerra, Piti e Razvan Rat em dúvida.

Frente a frente estará também o ataque mais concretizador da prova, o do Real Madrid com 101 gols marcados, e a zaga mais batida, a do Rayo Vallecano, que já teve de ir buscar a bola por 66 vezes ao fundo do gol.

Comece já a ganhar com a SuperAposta, cadastre-se e beneficie dos nossos fantásticos bônus de boas vindas.

Já o Atlético de Madrid recebe o Málaga, equipe que ocupa um confortável 9.º lugar e que está tranquila por esta altura, uma vez que já não briga por aceder às competições europeias nem corre risco de rebaixamento.

Os “Boquerenos” (“enchovas” em português) já não conseguem vencer há quatro partida na Liga espanhola, mas neste período também só perderam em uma ocasião. Por seu turno, o Atleti atravessa um excelente momento de forma, somando quatro triunfos consecutivos em todas as provas e juntando a isso a cereja no topo de bolo, que foi ter eliminado o rival Barcelona na Champions League.

O time comandado por Diego Simeone é uma autêntica muralha quando joga em seus domínios, e nesse capítulo é mesmo a melhor equipe da Liga espanhola até agora, tendo sido derrotada apenas por uma vez em sua casa, precisamente pelo Barcelona.

O lesionado Diego Godin é desfalque confirmado no Atlético de Madrid, enquanto Oliver Torres e Vargas continuam em dúvida, assim como o meia Tiago, que já está recuperado de uma grave lesão sofrida ano passado mas vem ainda sem ritmo competitivo.

Do lado do Málaga, Flavio Nunes Ferreira não entra nas contas do treinador Javi Gracia, ao passo que Javier Ontiveros, Juan Carlos Pérez López e Tissone fazem treinamento condicionado e ainda não são presenças certas nesta partida.

Luis Henrique não poderá contar com o castigado Piqué e os lesionados Sergi Samper, Sandro e Jérémy Mathieu. Rafinha e Vermaelen trabalham de forma condicionada e estão em dúvida. O Barcelona tem assim sérios problemas para compor o seu onze, nomeadamente no eixo da zaga, onde deverão alinhar Mascherano e Marc Bartra.

No retrospeto, sempre que se encontram na capital espanhola, o Atleti leva clara vantagem, com um total de 25 vitórias, 6 empates e 3 derrotas.

SuperAposta, faça já a sua!

Também no sábado, dia 23 de abril, mas umas horas mais tarde, é chegada a vez do Barcelona ser o anfitrião do Sporting Gijón, que segue abaixo da linha de água e briga desesperadamente para fugir ao rebaixamento. Equipe das Astúrias que conseguiu respirar um pouco melhor, depois de ter vencido na última rodada o forte time do Sevilha, por 2-1.

Sandro, Jérémy Mathieu e Sergi Samper continuam no boletim clínico blaugrana, sem qualquer hipótese de jogar, ao passo Vermaelen também não deverá ser opção para Luis Henrique. A maior dor de cabeça do técnico espanhol dá pelo nome de Messi, mas o astro argentino deverá se recuperar de um toque sofrido no último jogo.

No Gijón, Bernardo está lesionado e fora de cogitação, enquanto Jorge Meré, Jony e Dani Ndi estão em dúvida. Diga-se também que o conjunto das Astúrias é, juntamente com o Getafe, a equipe que menos marca gols fora de casa. São apenas 11 os tentos concretizados na condição de time visitante, num total de 17 partidas.

Em jeito de curiosidade diga-se que o Gijón apenas por uma vez na história conseguiu vencer o Barcelona na Catalunha. Isso aconteceu no longínquo ano de 1987 e logo por 4 a 0. No mais, registro de 47 triunfos para os mandantes e 5 empates.

Fique ligado às fantásticas promoções que temos para lhe oferecer e não se esqueça que apostar ao vivo é aqui na SuperAposta!

Comments are closed.